China reduz exigência de testes em animais para cosméticos

ANÚNCIO

O órgão sanitário chinês China’s Food & Drug Administration (CFDA) anunciou os planos para remover a obrigação dos testes em animais para os produtos cosméticos fabricados no país a partir de junho de 2014.

Pela primeira vez, a empresas chinesas estarão isentas de conduzir testes em animais. A regra será válida para produtos cosmético de uso não especial, tais como shampoo e cremes para a pele, mas não tinturas capilares, fotoprotetores ou outros produtos com atividade biológica. Os fabricantes poderão embasar a segurança de seus produtos com dados de segurança das matérias-primas ou testes alternativos validados pela União Europeia. Até então, as empresas submetem amostras de seus produtos para o órgão que realiza os testes em coelhos, camundongos e ratos.

Inicialmente, as novas regras só se aplicarão aos cosméticos fabricados na China. Entretanto, o CFDA já adiantou que uma vez que o novo sistema esteja estabelecido, pode ser ampliado para incluir também os produtos importados e alguns cosméticos de uso especial também. Trata-se de um grande passo para a harmonização e livre comercialização de produtos com o selo “cruelty-free” serem vendidos mundialmente.

Observação: o que eles classificam como uso não especial e uso especial é semelhante à classificação da Anvisa em produtos de Grau I e de Grau II. Tem dúvidas na classificação de risco da Anvisa? Escreve para nós ou comente que fazemos um post sobre o assunto.

Fonte: Cosmetics Business

Comentários estão fechados.