Comunicando a beleza nos vídeos sociais

ANÚNCIO

Um quiosque num shopping center ou uma propaganda na TV aberta, embora ainda funcionem, aparentemente não são a estratégia de comunicação que atinge o maior público. Pelo menos não nos países de língua inglesa. Um relatório elaborado pela Pixability revela que vídeos sociais sobre produtos cosméticos e de higiene pessoal atraíram um total de 219 bilhões de visualizações somente no YouTube, um fenômeno que vem crescendo em torno de 60%, de ano a ano, desde 2011. É como se cada pessoa na Terra tivesse assistido ao menos 31 vídeos de beleza, desde que a rede social fora criada em 2005. Quantos você já assistiu hoje?

O estudo coletou dados públicos em cinco redes sociais (YouTube, Facebook, Instagram, Twitter e Snapchat), por meio de um software próprio, que analisa visualizações, comentários e reações aos vídeos publicados. Foram incluídos canais globais com conteúdo em língua inglesa, e refinou-se para garantir a inclusão de 314 marcas globais de beleza identificadas em relatórios anteriores. O estudo não contemplou conteúdo de canais em outras línguas, ou de marcas que não estejam presentes nos EUA ou na Europa.

vídeos são uma ferramenta prática e acessível de comunicação com o consumidor, especialmente no setor de beleza
Assistir vídeos em redes sociais tem se tornado um hábito cada vez mais comum entre nós
Foto: jimbophoto / FreeDigitalPhotos.net

Em resumo, alguns dos achados mais interessantes da pesquisa foram que 60% da população interessada nesses vídeos de beleza e higiene têm entre 18 e 34 anos, e 32% entre 35 e 54 anos, sendo que 84% são do sexo feminino. Em número de visualizações, as grandes marcas detêm apenas 2% e 26% do que se refere a produtos cosméticos e de higiene, respectivamente. Isso sugere que a maioria do conteúdo é produzida e divulgada por terceiros, como ‘digital influencers’ e consumidores. De fato, os chamados ‘beauty influencers’ atraem 3 vezes mais visualizações e recebem 9 vezes mais reações (curtidas, comentários e compartilhamentos) que as grandes marcas.

Surpreendentemente, os vídeos mais assistidos têm duração entre 5-10 min (46%), seguido por vídeos de 2-5 min (27%), mais de 10 min (11%) e de 16 a 30 segundos (7%). O que faz sentido, já que em 2016, 68,5% da audiência procurava alguma forma de vídeo tutorial, o que normalmente requer mais tempo de gravação. Em 2017, os vídeos tutorias (34%) dividiram o número de visualizações com campanhas de grandes marcas (17%) e conteúdo para inspirar aquele ‘look’ ou estilo (15%)! É fato que as redes sociais oferecem oportunidades únicas de comunicação com os consumidores, pois atingem audiências com comportamentos e preferências distintos. Às vezes, não-tradicionais, como os vídeos destinados ao público masculino, transgênero e gênero não-conforme, cujas visualizações cresceram 807% entre 2015 e 2016.

Se a sua marca ainda não tem, está mais do que na hora de investir em um profissional, time ou estratégia de influência digital!

 

Referências:

PIXABILITY. Standing out: how beauty and personal care brands can make an impact with social video. 2017. Acesso em 26 Fev., 2018.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.