Entrevista com Lívia Hernandes – Outubro Rosa

ANÚNCIO

O mês de outubro já está quase se despedindo e o Cosmética em Foco não poderia deixar de abordar esta temática que traz uma mensagem de esperança e conscientização para todas as mulheres (e homens que convivem com elas!).

Num primeiro momento, pode parecer difícil relacionar os cosméticos com um desafio tão intenso quanto o câncer de mama. Mas uma reflexão mais profunda nos faz deparar com detalhes que não nos atentávamos ou até mesmo com realidades que desconhecíamos.

Símbolo universal da campanha Outubro Rosa

Por exemplo, o projeto Look Good Feel Better nos EUA (isto é, mantenha uma boa aparência, sinta-se ainda melhor), que incentiva milhões de mulheres a cultivar o hábito de se maquiar e cuidar da aparência como um meio de distração e de dedicação a si, para que possam se sentir mais seguras consigo mesmas e amenizar o fardo deste mal. No Brasil, este projeto é representado pela iniciativa De bem com você, coordenada pela ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos.

Além disso, diversas empresas cosméticas aproveitam a ocasião para lançar campanhas voltadas à prevenção e à luta contra o câncer de mama. Entre as iniciativas, algumas empresas revertem parte ou todo o lucro arrecadado com a venda de certas linhas de produtos para ONGs e entidades beneficentes ligadas ao câncer de mama (leia mais aqui).

ANÚNCIO

Mas se você ainda acha que cosméticos e Outubro Rosa são dois temas bem distantes, dê uma olhada na experiência da nossa convidada do mês! Em junho de 2014 e aos 27 anos, Lívia Hernandes, farmacêutica e doutoranda na Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto, recebeu a notícia de que estava com câncer de mama, um tipo de câncer que atinge mais comumente mulheres acima de 40 anos. Então, em 20 de agosto de 2014, a Lívia decidiu criar o blog “É câncer de mama, e agora?”, que já acumula mais de 25 mil visitas. Nele, Lívia traz mensagens de otimismo e incentivo às pessoas que convivem com esta condição, bem como relatos de sua experiência em conviver com uma doença ainda temida por muitos.

CFoco: Parece fútil falar sobre aparência física e beleza quanto se tem problemas bem maiores. Você concorda com isso?

LH: Quando recebemos o diagnóstico de câncer, modificamos algumas prioridades em nossa vida. Cuidar da saúde física e mental passa a ser nosso maior objetivo e por isso a beleza pode ser deixada um pouco de lado em um primeiro momento. Mas, já comentei em meu blog É câncer de mama! E agora? sobre as mudanças físicas que encaramos durante o tratamento, e se sentir feminina e mais bonita nesse contexto é algo realmente complicado, principalmente porque essas mudanças refletem diretamente em nossa autoimagem corporal. Cabelos e seios são dois importantes símbolos da vaidade feminina e perder ambos em um curto espaço de tempo pode causar um grande impacto psicológico, especialmente em nossa percepção como mulher.

Por isso, aparência física e beleza são importantes assuntos que não devem ser ignorados no contexto do tratamento do câncer de mama. Se redescobrir é essencial para resgatar a autoestima abalada nesse período e evitar o surgimento de doenças associadas ao câncer, como a depressão e a ansiedade.

Sempre tive um cabelo enorme e ficar careca repentinamente foi um choque inicial muito grande. Após esse susto, comecei a ver essa nova realidade de uma maneira diferente e até criei a minha lista de 10 vantagens de estar careca, uma forma de ver o “copo meio cheio” diante desse novo desafio. Eu redescobri uma maneira de me sentir mais bela e otimista e foi por meio dos lenços que consegui superar o desafio de estar careca. Eles representam para mim a descoberta de uma Lívia alegre e confiante perante a queda de cabelos. Hoje em dia me divirto muito experimentando lenços coloridos ou tentando novas amarrações. Já tentei também perucas, chapéus, mas ainda prefiro os lenços para usar no dia-a-dia. Assim, cada mulher deve se redescobrir nesse momento de transição e aceitação de nossa imagem e principalmente se sentir linda, pois esse é o primeiro passo para recuperar a autoestima abalada nessa dura jornada que estamos enfrentamos.

ANÚNCIO

CFoco: Xampu, nós já sabemos que você não está usando… O que mais mudou na sua relação com os produtos de beleza?

LH: Xampu e condicionador são dois produtos que mais economizo agora! É uma vantagem de estar careca. Mas, meu melhor amigo agora é o protetor solar. Antes eu não usava regularmente, mas com a cabeça branquinha, a pele clara, além do tratamento quimioterápico que é muito intenso, tenho utilizado sempre o filtro solar para evitar manchas.

Além disso, percebi que minha pele ficou muito ressecada por causa da quimioterapia. Por isso, o uso de hidratantes corporais é essencial principalmente após o tratamento. Percebi também que minha boca fica muito ressecada. Assim, além de tomar muita água durante o dia, passo sempre um protetor labial para ajudar na hidratação.

Também nunca fui muito adepta à maquiagem e usava mais quando ia passear. Mas agora, devido à queda de cabelo e pelos, senti a necessidade de me sentir mais bonita. Dia desses, minha tia veio na minha casa e comentou: “Nossa Lívia, você está com a cara tão boa, saudável!”. Daí, eu disse: “É o poder da maquiagem e de um bom blush, tia!”. Às vezes, até quando estou em casa, eu não resisto ao rímel, lápis e um batom vermelho.

CFoco: Você pode falar mais sobre a campanha que está fazendo para arrecadação de lenços?

ANÚNCIO

LH: Quando meu cabelo começou a cair depois da primeira quimioterapia, eu tinha poucos lenços e decidi fazer uma festa para meus amigos e minha família e cada pessoa tinha que me presentear com um lenço. A Festa do Lenço foi muito divertida e pude ainda ganhar 74 lenços, de todos os tamanhos, cores e formatos. Os lenços vieram ainda repletos de energia, coragem e fé.

Conheci então um projeto chamado “Lencinho com Carinho”, que recebe, borda, esteriliza, etiqueta e envia diversos lenços a mulheres em tratamento oncológico. Então, surgiu a ideia de fazer a segunda edição da Festa do Lenço, mas agora revertendo todos os lenços para esse projeto. Vários amigos já se mobilizaram nesta campanha de doação de lenços ao Lencinho com Carinho e é muito bom envolver todos nessa ação.
Encarar o espelho e se enxergar bela e confiante é um desafio para muitas de nós que passamos por mudanças tão profundas em um curto espaço de tempo, e receber um lenço impregnado de energia e carinho nos motiva a caminhar com fé e esperança. Por isso, acredito que ações como esta devem ser incentivadas, porque eu mesma recebi um lenço desse projeto e pude sentir esse carinho alcançar meu coração. Quem quiser colaborar, pode acessar a FanPage do projeto “Lencinho com Carinho” e obter mais informações.

CFoco: Lívia, muito obrigado por nos conceder esta entrevista e mostrar o quanto os cuidados com a beleza podem contribuir para manter o espírito de luta nas pessoas que passam por esta dificuldade! Nós desejamos a você uma boa recuperação e muito sucesso com os novos projetos! É certo que agora nasce uma nova Lívia. E claro, beijo no lenço!

1 comentário
  1. […] crônicas como o vitiligo, a rosácea, a dermatite atópica e até mesmo o câncer (relembre a entrevista da Lívia Hernandes sobre a importância dos cuidados de beleza no suporte ao tratamento do câncer de mama. Os […]

Comentários estão fechados.