Leia o rótulo: a nomenclatura internacional

ANÚNCIO

Nas últimas três semanas, publicamos três resenhas de produtos (clique aqui, aqui e aqui para ler). Então, para encerrar esse período especial pelos 6 anos de Cosmética em Foco, hoje não vamos avaliar nenhum produto, mas esclarecer o que estamos avaliando e o propósito desta coluna que já foi muito bem recebida por vocês. O assunto hoje será a nomenclatura internacional de ingredientes cosméticos que todos podemos ver nos rótulos dos produtos, os profissionais da área conhecem como INCI name ou nome INCI. Obrigado!

O que é e por que o INCI?

INCI é uma nomenclatura internacional de ingredientes cosméticos (International Nomenclature of Cosmetic Ingredients) utilizada internacionalmente para padronizar os nomes dos ingredientes utilizados em produtos cosméticos. Trata-se do sistema reconhecido e adotado mundialmente. Não é meramente a utilização de termos em inglês, pois a nomenclatura internacional é resultado de esforços do FDA (Food and Drug Administration, a Anvisa dos Estados Unidos), da Comissão Europeia, do Ministério da Saúde do Canadá e do Japão.

Essa simplificação começou porque em química uma mesma molécula pode ter diferentes nomes. Assim, se cada fabricante de cosméticos do mundo usasse o nome químico que preferisse, ninguém entenderia ou saberia o que contém nos produtos que compram. Além dos nomes químicos, há também os nomes comerciais que variam de fornecedor para fornecedor.

Isso também dificultava o controle sanitário. Por isso a Anvisa padronizou o uso da nomenclatura INCI “para facilitar a identificação de qualquer ingrediente de forma clara, precisa e imediata não só no Brasil mas em qualquer país do mundo e principalmente do ponto de vista sanitário, proteger e resguardar a saúde da população”. Assim os consumidores podem reconhecer os ingredientes aos quais possuem algum tipo de hipersensibilidade, como alergia.

Se quiser saber mais sobre a nomenclatura internacional siga este link (em inglês).

O objetivo da coluna Leia o Rótulo é estimular a leitura da composição dos produtos.

ANÚNCIO

A coluna Leia o Rótulo

Aos mais desesperados, repito que a coluna continuará sendo postada uma vez ao mês, em virtude da nossa dinâmica de avaliação. Não escrevemos simples resenhas de uso dos produtos. Começamos nossas resenhas justamente pela lista de ingredientes declarada pelo fabricante. Partimos da nomenclatura INCI dos ingredientes daquele produto, para compreendermos e justificarmos a função de cada ingrediente (ou a maioria deles) naquela fórmula.

Analisamos a complexidade da formulação, tentando simplificar seu entendimento. Então, podemos fazer alguns comentários sobre a aplicação e a textura do produto. Esperamos assim contribuir para aumentar o entendimento de profissionais e leigos sobre o assunto e ajudar a melhorar cada vez mais a qualidade técnica dos formuladores brasileiros.

Essa coluna é um espaço de discussão. Vamos todos aprender juntos, uns colaborando com os outros. Não temos a pretensão de desvendar os mistérios de cada formulação. Quem trabalha com isso sabe a complexidade de uma formulação cosmética e quanto tempo se dedica para a criação um novo produto.

As imagens apresentadas são mera divulgação dos produtos avaliados e o autor de cada resenha não possui qualquer vínculo profissional com a empresa fabricante ou detentora da marca do produto avaliado. Não somos pagos para escrever essas resenhas e não indicamos o uso desses produtos. Não questionamos a qualidade dos produtos nem tampouco os comercializamos. Nesta coluna, apenas faremos uma avaliação técnica dos produtos disponíveis no mercado cosmético nacional e internacional.

Esperamos a participação e sugestão de vocês.

Fonte: Anvisa.

ANÚNCIO

ANÚNCIO

2 Comentários
  1. […] Brasil o sistema de nomeação dos componentes presente nos cosméticos é padronizado através da Nomenclatura Internacional de Ingredientes Cosméticos (INCI) – International Nomenclature of Cosmetic Ingredient, um sistema de codificação da […]

  2. […] no processo de formulação! Os formuladores terão que buscar ingredientes alternativos com nome INCI mais acessíveis ao público e alterar levemente suas rotinas de avaliação de estabilidade para […]

Comentários estão fechados.