Pele Cansada: o que um dia de trabalho pode fazer à pele

ANÚNCIO

Após uma jornada intensa de trabalho, é normal que nos sintamos cansados. Em geral, essa exaustão se manifesta como uma indisposição para agir, dores corporais, dores de cabeça, sonolência e estresse, entre outros. A ciência tem sugerido que o cansaço também afeta a aparência da nossa pele, acentuando alguns sinais faciais, como as rugas na testa, o ‘pé-de-galinha’ e as bolsas ao redor dos olhos.

Um estudo realizado na França com 111 mulheres caucasianas procurou avaliar os efeitos de um dia de jornada de trabalho (8 horas, entre trabalho e transporte) na pele da face. As voluntárias foram divididas em dois grupos, por faixa etária, sendo um grupo de mulheres mais jovens (25-35 anos) e outro de mulheres sêniores (55-65 anos). A divisão por idade buscou comparar os efeitos antes e após menopausa, ou seja, parâmetros hormonais distintos. Os efeitos do cansaço diário foram avaliados pelas próprias mulheres sujeitas do estudo (autopercepção); por um outro grupo de 60 mulheres que desconheciam o procedimento da pesquisa (opinião alheia); e por um painel de 10 avaliadores técnicos treinados em reconhecer e julgar 8 sinais faciais (veja a figura).

Rugas na testa, rugas glabelares, rugas periorbitais, pé-de-galinha, dobras nasolabiais, linhas de marionete, bolsas nas áreas dos olhos e flacidez do queixo são alguns dos sinais faciais notados com o envelhecimento da pele.
Sinais faciais avaliados pelo painel técnico – os destaques em azul indicam onde cada sinal é observado.
Foto: Cosmética em Foco

No estudo de autopercepção, os dois grupos de mulheres responderam a um questionário pela manhã e novamente ao fim do dia, avaliando seu nível de fadiga aparente e indicando possíveis razões pelas quais estavam cansadas. Como esperado, as duas classes etárias declararam parecerem mais cansadas ao fim do dia que pela manhã, embora a proporção de mulheres cansadas ou muito cansadas fora maior no grupo mais jovem (67% entre as jovens, contra 45% entre as sêniores). Entre os motivos mais comuns de cansaço verificaram-se: dormir mal (45%), estresse psicológico (10%) e estresse físico (7%).

ANÚNCIO

Já no estudo que coletou a opinião alheia, um terceiro grupo de mulheres entre 18-65 anos e de acuidade visual normal, avaliou pares de fotografias da face das mulheres participantes da pesquisa (antes e após o trabalho), sem saber em qual momento cada fotografia fora tirada. Julgou-se a aparência das mulheres como significativamente ‘menos jovem’ e ‘mais cansada’ após a jornada de trabalho, independentemente da faixa etária. Embora o grupo de mulheres mais jovens se autoavaliara com maior intensidade de cansaço, para o painel da opinião alheia, ambas as faixas etárias aparentavam igualmente cansadas.

Procure intercalar pausas e diversificar atividades durante a jornada de trabalho
O cansaço físico e psicológico, bem como a falta de sono, podem fazer a pele parecer mais cansada
Foto: Freepik [https://www.freepik.com/free-photos-vectors/business]
Enfim, quando o painel técnico avaliou as fotografias sem saber quais foram tiradas pela manhã ou no fim da tarde, os resultados mostraram que alguns sinais permaneceram estatisticamente iguais apesar da jornada, embora outros sinais mudaram significativamente conforme a faixa etária. Em mulheres jovens, cujos sinais faciais obviamente são menos intensos que no outro grupo, julgou-se que a dobra nasolabial e as rugas do pé-de-galinha apareciam mais acentuadas no fim do dia. Por outro lado, no grupo sênior, enquanto as rugas glabelares pareciam mais intensas ao fim da tarde, o aspecto das bolsas na área dos olhos melhorou! O estudo não investigou os motivos biológicos da melhora ou piora desses sinais. Enquanto a piora parece estar relacionada ao efeito do cansaço, a melhora provavelmente é resultado de outros fatores interferentes, como o relaxamento de marcas causadas pelo atrito com o travesseiro, ou mesmo a circulação linfática.

O estudo aqui referido sugeriu que o cansaço é capaz de alterar os sinais faciais, especialmente na região dos olhos e na parte mais superior da face. Contudo, é preciso ponderar que o termo ‘cansaço’ não tem uma definição precisa, e a diferença entre ‘pouco’ e ‘muito cansaço’ é bastante vaga. Possivelmente, o efeito da fadiga acumulada ao longo de várias jornadas de trabalho seja mais intenso; e talvez os tratamentos cosméticos e estéticos possam ser ajustados para ajudar a hidratar e manter o aspecto descansado/relaxado da pele. Contudo, é preciso investigar melhor os efeitos da fisiologia normal sobre os sinais da face, uma vez que o referido trabalho careceu de um grupo controle sem jornada de trabalho.

Referências:

FLAMENT, F. et al. How a working day-induced-tiredness may alter some facial signs in differently-aged Caucasian women. International Journal of Cosmetic Science, v. 39, p. 467-475, 2017.

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.