Prêmio L’Oréal / UNESCO pelas Mulheres na Ciência – 2014

ANÚNCIO

No último dia 19 de março ocorreu em Paris, no anfiteatro histórico da Sorbonne, a cerimônia de premiação de cinco mulheres cientistas que realizaram grandes feitos em nome da evolução científica e que ajudaram a mudar o mundo para melhor. A pesquisa desenvolvida por essas mulheres foi reconhecida e indicada por uma rede de mais de 1000 cientistas de diversos países e, posteriormente, julgada por um comitê presidido pelo professor Günther Blobel, vencedor do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1999. Cada laureada recebeu um montante de US$ 100.000,00 como recompensa pelos seus esforços ao longo de suas carreiras. As laureadas foram:

DA ÁFRICA E DOS ESTADOS ÁRABES

Dra. Segenet Kelemu, Quênia, biologia e patologia de plantas, laureada por melhorar a resistência e a produtividade de forragem tropical e subtropical (Brachiaria sp) utilizando micro-organismos. Esta pesquisa, que foi realizada em parceria com a EMBRAPA do Brasil, abre diversas perspectivas para o desenvolvimento das comunidades africanas.

DA AMÉRICA DO NORTE

Dra. Laurie Glimcher, EUA, imunologia e medicina, premiada por ter descoberto fatores-chave no controle da resposta imune e da ativação dos linfócitos. Seu trabalho elucidou o caminho para a descoberta de novos fármacos para tratar quadros como alergias e doenças autoimunes, infecciosas e malignas.

ANÚNCIO

DA AMÉRICA LATINA

Dra. Cecilia Bouzat, Argentina, biofísica, laureada por seu trabalho na compreensão dos fundamentos de como os neurônios se comunicam entre eles e com os músculos. Esta pesquisadora desenvolveu um método de estudo das comunicações neuronais que agora é utilizado em hospitais de todo o mundo.

DA ÁSIA / PACÍFICO

Dra. Kayo Inaba, Japão, imunologia e medicina, premiada por suas descobertas quanto ao papel decisivo das células dendríticas no sistema imune de pacientes saudáveis e comprometidos. Sua pesquisa abriu caminhos para novas terapias celulares e resultou em um novo tipo de tratamento para o câncer.

DA EUROPA

ANÚNCIO

Dra. Brigitte Kieffer, França, neurobiologia, laureada por seu trabalho sobre os mecanismos cerebrais da dor, das doenças mentais e da dependência química. Seu trabalho permitiu o desenvolvimento de novos analgésicos e novos tratamentos para a dependência química, entre outras patologias mentais.

Além das laureadas, o programa premiou 15 jovens e promissoras mulheres cientistas que receberam bolsas de estudo como uma forma de apoiá-las no desenvolvimento de seus projetos de pesquisa (doutorado ou pós-doutorado) em renomadas instituições no exterior. Esta iniciativa reafirma uma das missões do prêmio, pela qual se busca inspirar jovens mulheres a seguir uma carreira de cientista. Ou nas palavras da Irina Bokova, Diretora Geral da UNESCO, “nós precisamos de mais mulheres como Marie Curie!”. E para contribuir com esse objetivo, as laureadas são um exemplo de inspiração e entusiasmo para todas as jovens. Afinal, além de serem exímias cientistas, seus discursos na cerimônia fizeram questão de frisar o lado humano das cientistas, bem como mostrar que elas chegaram lá sem ter que abrir mão de criar uma família e manter um lar!

Para ver as fotos e vídeos do evento e saber mais sobre as laureadas e as jovens cientistas, clique aqui.

Comentários estão fechados.