Descrição da fórmula

Nesta fórmula de água micelar com água de coco e óleo de hortelã (AA0002), utilizamos o Cocoil Glutamato de Sódio (Disodium Cocoyl Glutamate) como tensoativo principal para remoção de sujidades e oleosidade da pele. Associamos a ele o Polisorbato 20 (Polysorbate 20) que é um excelente solubilizante, em concentração muito acima da necessária para solubilizar a fragrância. Assim, essa fórmula suave é capaz de promover limpeza da pele e também remover maquiagem (exceto maquiagem a prova d’água) sem remover a oleosidade em excesso. O ponto-chave dessa fórmula simples é a preparação do pré-mix do Polysorbate 20 com o óleo de hortelã-pimenta (Mentha Piperita (Peppermint) Oil) cuja função principal é promover sensação de refrescância e perfumar o produto.

Como qualquer água micelar, o ideal é enxaguar a pele após o uso. A sugestão da água de coco é para oferecer um ingrediente de remineralização para a pele que não altere as características visuais da fórmula, mas essa propriedade não foi testada e não tem eficácia comprovada. Esse produto, sem corante, fica completamente incolor.

Fórmula percentual

IngredienteFunçãoConcentração
1AquaVeículo50,0000%
2CI 42090 (and) CI 19140Corante0,0500%
3Disodium Cocoyl Glutamate 30%Tensoativo10,0000%
4GlycerinUmectante1,0000%
5Polysorbate 20Tensoativo1,0000%
5Mentha piperita (Peppermint) OilPerfume0,2000%
6Phenoxyethanol (and) EthylhexylglycerinConservante0,5000%
7Cocos Nucifera Fruit ExtractEmoliente1,0000%
8Citric Acid 50%Ajuste de pH0,0400%
9AquaVeículo36,2100%
TOTAL100,0000%

Vem formular com a gente!

Artigo anteriorMáscara Capilar Desmaio dos Fios – DB0002
Próximo artigoCosméticos para terceira idade
O cformula é uma iniciativa inédita do Cosmética em Foco que publica vídeos gratuitos sobre fórmulas e matérias-primas cosméticas para educação, ensino e capacitação de profissionais da indústria cosmética. Aviso legal: As formulações aqui apresentadas gratuitamente e de boa fé são sugestões de aplicação de ingredientes cosméticos para ensino e demonstração de uso das respectivas matérias-primas. Não nos responsabilizamos por mau uso de ingredientes. Recomendamos que somente sejam aplicadas em seres humanos ou comercializadas, fórmulas que já tenham passado por estudo de estabilidade e avaliação de segurança. Também recomendamos verificar a conformidade com legislação vigente e patentes depositadas nos países em que o seu produto venha a ser comercializado. Os conservantes utilizados nas fórmulas são sugestões de uso de tais matérias-primas seguindo recomendações dos fabricantes. Sua eficácia deve ser verificada a partir de um teste de desafio do sistema conservante (challenge test).