Com salões de beleza fechados em todo o país, muitas mulheres têm aproveitado a quarentena para cuidar dos fios e assumir de vez os cachos naturais. Mas tanto o tratamento, quanto o processo de transição capilar, são etapas que exigem tempo e cuidado. Principalmente quando os métodos são realizados por conta própria!

Dona de um cacheado incrível, a modelo Carol Tozaki, mesmo em casa, não mede esforços para cuidar das madeixas. Neste período de isolamento, a brasileira tem investido em produtos de hidratação e redobrado os cuidados com a alimentação.

Foto: Divulgação.

“Tenho feito semanalmente muita hidratação, além do uso de óleos e produtos de nutrição. Mas os cuidados também devem ser de dentro para fora. Então, estou cuidando da alimentação, bebendo muita água e praticando exercícios. Tudo isso reflete no resultado do cabelo”, conta Carol.

A modelo também reforça a importância do cronograma capilar na hora de manter a beleza dos fios. “O cronograma nada mais é do que uma rotina de cuidados com os cabelos. Eu amo fazer! Ainda mais porque os cabelos cacheados, crespos ou ondulados costumam ser mais secos. Nesse tratamento, intercalo a hidratação, nutrição e reconstrução. Para quem quer cachos bonitos e saudáveis, é essencial a rotina”.

Os momentos em casa também devem ser aproveitados para restaurar a vitalidade perdida.

Foto: Divulgação.

“Desde o início da quarentena, tenho sentido meu cabelo muito mais saudável. Mais leve e com um volume bonito. Os cachos estão bem definidos e acho que estão agradecendo (risos)”, diz Tozaki.

Carol também tem usado suas redes sociais para compartilhar os cuidados, de maneira mais próxima, com o público e encorajado muitas mulheres a aceitarem os cachos naturais. “Acho que essa mudança não é apenas por fora, e sim de dentro pra fora. Às vezes, na transição, sentimos um turbilhão de sentimentos. Medo do resultado, do que vão achar, da adaptação. E como uma pessoa que passou pela transição, eu digo: não desistam. Vale muito a pena e é libertador”, completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui