Aumento do consumo nas classes C e D faz o país passar à frente do Japão, perdendo apenas para os Estados Unidos, segundo dados da Euromonitor. Graças ao aumento do poder aquisitivo das classes C e D no ano de 2007, o Brasil agora ocupa a posição de segundo maior consumidor mundial de produtos de beleza. O país sustentava o terceiro lugar desde 2006, perdendo apenas para Estados Unidos e Japão. Com um faturamento de US$ 22,23 bilhões, essa indústria registrou um crescimento de 22,6% em 2007, segundo dados da Euromonitor. O Brasil conseguiu passar à frente do Japão devido às mudanças de hábito dos consumidores das classes C e D, que incorporaram o uso desses produtos – antes reservados às ocasiões especiais – aos cuidados no dia-a-dia. Na adaptação a esse novo mercado, empresas baixaram os preços de suas linhas básicas.

Opinião do autor: Essa nota não é nenhuma novidade, mas é uma notícia muito importante! Poucas palavras que acalentam os corações desesperados de que quem está entrando no mercado agora, seja um novo profissional formado ou um novo empreendimento que surge.
Agora só estou postando quando encontro uma notícia realmente importante, pois tenho visto muito a mesma coisa. Os mesmos lançamentos, as mesmas novidades, as mesmas conversas de fornecedores e empresas e etc. Optei por postar menos, mas postagens mais selecionadas, ou seja, optei pela qualidade e não pela quantidade.

Fonte: http://www.cosmeticsonline.com.br/ct/ct_le_noticia.php?id_noticia=583